A importância do cruzamento industrial

Graças aos contínuos avanços tecnológicos da pecuária brasileira visando o
aumento de sua produtividade e rentabilidade, o Brasil é hoje o maior
exportador de carne bovina do mundo, tanto em volume quanto em
faturamento.

O cruzamento industrial é a combinação ou acasalamento de duas ou mais
raças de gado de corte com diferentes tipos biológicos, visando o vigor híbrido
(ou heterose), que é a melhora nos índices produtivos de carne bovina.
As principais vantagens do cruzamento industrial são: aceleração no ganho de
peso, maior fertilidade, maior habilidade materna, precocidade sexual e,
consequentemente, antecipação da idade de abate do animal e maior
rentabilidade para o produtor.

Os animais originados do cruzamento entre bovinos Angus e Nelore se
transformaram, nos últimos anos, no mais bem sucedido resultado de
cruzamento da categoria, e hoje ocupam um lugar de destaque na pecuária
brasileira.

O pecuarista que realiza esse tipo de cruzamento está buscando as vantagens
do chamado “choque de sangue”: junta-se as características de uma raça com
capacidade para suportar o clima tropical com outra raça com a potencialidade
de ganhar peso mais rapidamente.

O resultado do cruzamento entre Nelore e Angus é uma geração de
descendentes com capacidade de produção de até 25% maior à média dos
seus pais.

E você, pecuarista, já aderiu ao cruzamento industrial? Está satisfeito com os
resultados? Conte pra gente nos comentários!

Para saber mais a respeito da SBC, dos serviços que oferecemos e das
novidades no mercado agropecuário, acompanhe-nos pelo Facebook e através
do Instagram.